Semana de ventania no Brasil

 




A última semana de outubro de 2020 é marcada condições meteorológicas favoráveis a ocorrência de intensas rajadas de vento. Na segunda-feira, 26 de outubro, uma rajada chegou aos 95 km/h em Ribas do Rio Pardo, em Mato Grosso do Sul. Caarapó, também neste estado, registrou 81 km/h. As medições foram feitas pelo INMET - Instituto Nacional de Meteorologia. No litoral da Bahia, em Abrolhos, outra rajada chegou aos 82 km/h.



Na terça-feira, 27 de outubro, a estação meteorológica do INMET no Morro da Igreja, em Bom Jardim da Serra, na serra de Santa Catarina, registrou uma rajada de 91 km/h. No oeste da Bahia, uma rajada chegou aos 84 km/h em Barreiras.



As intensas rajadas que ocorreram em Mato Grosso do Sul e na Bahia vieram de nuvens cumulonimbus, mas a rajada de Bom Jardim da Serra veio de um ciclone extratropical que se formou no litoral do Rio de Grande do Sul na terça-feira, 27.

A tempestade subtropical Mani ajudou a aumentar o vento no litoral sul da Bahia.



A animação das imagens captadas pelo satélite GOES 16 mostra o movimento da nebulosidade do ciclone extratropical que se formou na terça-feira. 27/10/2020, no litoral do Rio Grande do Sul. As nuvens aparecem em tons de verde e amarelo claro. Repare como as bandas de nuvens giram no sentido horário, que é sentido do giro dos ventos de uma baixa pressão atmosférica no Hemisfério Sul. A pressão do ar sobre o mar, no litoral gaúcho, fica um pouco abaixo de 1000 hPa. O ciclone extratropical provoca rajadas de vento fortes, que podem chegar aos 80 km/h no litoral deste estado.

A última semana de outubro de 2020 segue com condições para a ocorrência de fortes rajadas de vento pelo Brasil. O mês termina com uma frente fria que traz uma massa de ar frio moderada a forte. Seus ventos também serão sentidos no país.



Sobre a Climatempo

Com solidez de 30 anos de mercado e fornecendo assessoria meteorológica de qualidade para os principais segmentos, a Climatempo é sinônimo de inovação. Foi a primeira empresa privada a oferecer análises customizadas para diversos setores do mercado, boletins informativos para meios de comunicação, canal 24 horas nas principais operadoras de TV por assinatura e posicionamento digital consolidado com website e aplicativos, que juntos somam 20 milhões de usuários mensais.

Em 2015, passou a investir ainda mais em tecnologia e inovação com a instalação do LABS Climatempo no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP). O LABS atua na pesquisa e no desenvolvimento de soluções para tempo severo, energias renováveis (eólica e solar), hidrologia, comercialização e geração de energia, navegação interior, oceanografia e cidades inteligentes. Principal empresa de consultoria meteorológica do país, em 2019 a Climatempo uniu forças com a norueguesa StormGeo, líder global em inteligência meteorológica e soluções para suporte à decisão.

A fusão estratégica dá à Climatempo acesso a novos produtos e sistemas que irão fortalecer ainda mais suas competências e alcance, incluindo soluções focadas nos setores de serviços de energia renovável. O Grupo segue presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 35 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país.



Mais informações:

Assessoria de Comunicação da Climatempo

(11) 3736 4501

Nenhum comentário